Erasmus Mundus

European Master in Tourism Management (EMTM)

O Programa de Pós-Graduação em Turismo da USP é parceiro desde 2014 do consórcio europeu Erasmus Mundus European Master in Tourism Management. O EMTM organiza-se em quatro semestres, desenvolvidos em diferentes Universidades, sendo o primeiro realizado na Universidade do Sul da Dinamarca; o segundo, na Universidade da Eslovênia; o terceiro na Universidade de Girona, e o quarto em quaisquer das universidades do consórcio, inclusive, nas parceiras, categoria da qual o PPGTUR participa. Em linhas gerais, o objetivo é atender alunos de pós-graduação (mestrado) aceitos nos programas envolvidos para desenvolverem pesquisas, especialmente, no segundo ano, momento do desenvolvimento a dissertação. O Programa EMTM é coordenado pela Universidade de Girona (UdG), Espanha, com participações consorciadas da Universidade do Sul da Dinamarca e da Universidade de Liubliana (Eslovênia). O Programa da USP participa com o objetivo de estabelecimento de vínculos com universidade na América Latina, ampliando as possibilidades de pesquisa e de formação no âmbito do EMTM, além, é claro, de ser um caminho para intercâmbio de professores e alunos, nas duas direções.



Cátedra UNESCO - Cultura, Turismo e Desenvolvimento

Rede UNITWIN

O Programa também participa da Cátedra UNESCO de Cultura, Turismo, Desenvolvimento, sendo esta uma das principais redes mundiais de discussão deste tema. Formada por mais de 30 universidade ao redor do mundo, a Cátedra, tem por objetivos: criar um sistema de cooperação interuniversitária internacional nos domínios definidos do turismo; Difundir os conceitos, os princípios e objetivos da UNESCO inscritos nos seus textos de referência, Convenções de 1972, 2003 e 2005, em particular a Convenção Faro, de Outubro de 2005 e as Conferências Internacionais de Estocolmo, 1998 e Joanesburgo, 2001; Abordar as questões do turismo conforme os princípios e objetivos do programa “Patrimônio mundial e turismo durável”; Compreender melhor a natureza e complexidade das relações entre turismo, cultura e o desenvolvimento sustentável nos territórios; Promover a visão ética e responsável do turismo como um vetor do desenvolvimento durável dos territórios e da valorização da diversidade cultural; Apoiar estratégias e projetos baseados no ecologicamente sustentável, socialmente equitativo, economicamente viável e culturalmente valorizável; Trazer a experiência da formulação de políticas públicas em benefício das populações, em particular daquelas que se encontrem em estado de pobreza.



World Leisure Center for Excelence

Os Centros de Excelência em Estudos do Lazer/ World Leisure Centers of Excellence são vinculados à World Leisure Organization, associação estabelecida em 1952 atuando como organização consultiva junto ao Conselho Econômico e Social da ONU. Os WLCE são conferidos à instituições com reconhecido prestígio na formação no tema dos estudos do lazer e se remetem a um programa internacional de pós-graduação que recebe apoio promocional da secretaria executiva da WLO, uma vez que a associação divulga suas publicações por meio de seu site e canais de mídia social. Atualmente, a WLO mantém cinco WLCE em diferentes regiões ao redor do mundo, sendo eles: 1) Breda University, na Holanda; 2) Vancouver Island University, no Canadá; 3) Zheijang University, na China; 4) University of Otago, na Nova Zelândia;5) E, desde 2019, a Universidade de São Paulo, por meio do PPGTUR, também participa.



t-Forum - The Tourism Intelligence

O grupo internacional t-Forum foi fundado em 2014 em reunião de representantes da instituições participantes em Palma de Mallorca. A sede oficial do grupo é em Nápoles, Itália. A EACH esteve representada desde o início, constituindo-se membro fundadora. Participam deste grupo instituições privadas e públicas de turismo em nível mundial. Há redes hoteleiras e empresas de transportes, instituições de ensino e órgãos governamentais de fomento ao turismo. Outros objetivos do t-Forum são: Identificar fontes de inteligência em destinos, empresas e instituições de conhecimento; Promover, apoiar e criar plataformas para a disseminação do conhecimento na área do turismo; Facilitar a transferência e o uso do conhecimento em destinos, empresas e instituições de conhecimento; Promover programas ou ações de transferência de conhecimentos para a inovação no turismo.